Poder Judiciário de Mato Grosso amplia ações com círculo de paz

O Núcleo Gestor de Justiça Restaurativa (NugJur) do Poder Judiciário de Mato Grosso (PJMT) capacitou  facilitadores de três turmas de 2017 e duas do ano de 2018,  para atuarem nos círculos de construção de paz, um dos eixos  de humanização da justiça estadual, como destaca o Corregedor-geral da Justiça, Luiz Ferreira.
Sonora corregedor Luiz Ferreira

O Gestor do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania dos Juizados Especiais de Tangará da Serra, Nivaldo Lima avalia.
Sonora Nivaldo Lima

Servidores, juízes e voluntários tiveram 40 horas/aulas teóricas sobre as dinâmicas da justiça restaurativa e mais quatro aulas práticas em círculos obrigatórios realizados em escolas e presídios. O defensor público Nelson Gonçalves de Souza destaca os aprendizados.
Sonora defensor Nelson Gonçalves de Souza

A Presidente do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos e  do Núcleo Gestor de Justiça Restaurativa, desembargadora Clarice Claudino da Silva defende a ação que consolida a justiça eficiente.
Sonora Desa. Clarice Claudino da Silva

Da Estação TJ, Elaine Coimbra