Judiciário adota teletrabalho por 30 dias

O Poder Judiciário de Mato Grosso adotou o regime obrigatório de teletrabalho a partir do dia 20 de março a 20 de abril como mais uma medida de prevenção ao contágio pelo coronavírus. O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha explicou que durante esse período as portas do Palácio da Justiça, dos fóruns e das comarcas estarão fechadas, mas as atividades não serão paralisadas.

Sonora - Desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha – presidente do TJMT 

O presidente do Tribunal, destacou que a única suspensão no momento é somente de fluxo de pessoas nas unidades do judiciário.  As Atividades de magistrados de Primeiro e Segundo Graus continuarão ocorrendo, com objetivo de impulsionar os processos e cumprir as metas do Conselho Nacional de Justiça. E sobre o funcionamento do Plantão Judiciário ele esclarece.

Sonora  - Desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha  – presidente do TJMT 

Com informações, Elaine Coimbra