Integração é fundamental para funcionamento das Redes de Enfrentamento à violência contra a mulher

O Poder Judiciário de Mato Grosso, preocupado com os altos índices de violência contra a mulher, tem reforçado a importância da criação e do fortalecimento das Redes de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher nos municípios do Estado.

Para tanto, é primordial haver a integração de políticas públicas como saúde, assistência social e educação para o acolhimento e atendimento das vítimas fazendo com que elas reencontrem a autoestima e busquem sua autonomia pessoal e financeira.
 
O juiz Marcelo Sousa Melo Bento de Resende, titular da Segunda Vara Criminal da Comarca de Barra do Garças, explica que o papel das redes é realizar um trabalho integrado de proteção às vítimas. “Uma rede bem organizada e pautada pelo diálogo é instrumento eficiente para combater a violência doméstica”.
 
O TJMT, sob a presidência da desembargadora Maria Helena Póvoas, lançou em março de 2021 a campanha ‘A vida recomeça quando a violência termina: quebre o ciclo’, para enfrentamento da violência doméstica contra a mulher. 

Para mais informações sobre o tema, acesse www.tjmt.jus.br

Da Rádio Agência Estação TJ, Johnny Marcus.