Economia Legal gera disputa sustentável nas comarcas

Uma verdadeira disputa sustentável! É assim que o projeto Economia legal do Poder Judiciário está funcionando. Nesta ação da Justiça a conscientização do consumo está sendo disseminada entre 79 Comarcas e os departamentos do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Por meio do projeto, cada unidade judiciária é incentivada a reduzir gastos com energia elétrica, telefonia fixa, telefonia móvel, Correios, impressão de papel e material de consumo. O monitoramento das despesas já apresenta resultados numa comparação entre janeiro de 2018 e janeiro de 2019. Como explica a assessora da Coordenadoria de Planejamento do Tribunal, Vera Lícia de Arimatéia.//

Sonora Vera Lícia de Arimatéria 

Vera Lícia conta que, no fim do ano, as comarcas vão ser reconhecidas com a entrega de selos pelo resultado alcançado.

Sonora Vera Lícia de Arimatéia 

A comarca que conseguir economizar de 5% a 9,9% das despesas em relação ao ano anterior é recompensada com o selo Bronze, se o índice de economia for entre 10% a 14,9% receberá o selo Prata, entre 15% a 29,9% será reconhecido com Selo Ouro, já os que cortarem despesas em 30% ou mais vão receber o Selo Diamante.