Atividades da Justiça Militar é definida em vídeoconferência

Os trabalhos da Justiça Militar da Comarca de Cuiabá foram iniciados para o terceiro trimestre durante uma reunião por videoconferência.  O juiz Marcos Faleiros da Silva, titular da 11ª Vara Criminal da Capital, explicou os acusados e testemunhas vão acompanhar as audiências virtuais de dentro das unidades militares em todo Estado e os juízes militares em home Office. A mudança na rotina vai gerar economia, apontou o magistrado. Neste mês, inicia as atividades para a concretização das sessões de Acordo de Não Persecução Penal e em julho as sessões de instrução e julgamento.
Com informações, Elaine Coimbra.